CONCEIÇÃO DO COITÉ EMPOSSA NOVOS CONSELHEIROS DE CULTURA EM NOITE FESTIVA


A noite desta quarta-feira, (13), foi marcada por muita alegria, festa e encontro das artes com a Solenidade de Posse do Conselho de Cultura de Conceição do Coité, momento em que 28 cidadãos coiteenses, oriundos da sociedade civil e do poder público assumiram o posto de conselheiros.


De acordo com o Regimento, o Conselho Municipal de Cultura é o órgão de representação paritária do Poder Público e da Sociedade Civil e de assessoramento da administração pública, vinculado ao órgão de cultura do município, com funções propositivas, opinativas, fiscalizadoras e consultivas nos termos da Lei 535\2009. VALE RESSALTAR QUE O CONSELHO DE CULTURA SETORIZADO É O ÚNICO DO BRASIL..., ou seja, contempla 7 núcleos culturais representando as artes integradas: cultura popular, artes literárias e musicais, artes cênicas, artes visuais e audiovisuais, povos tradicionais, economia criativa, Ongs culturais.


Os novos conselheiros terão mandato de dois anos (2018-2020) e representarão o celeiro de artistas do município. De acordo com o atual Presidente, Renilson Pinto, que tem cadeira no Conselho, representando a Secretaria de Comunicação e Relações Institucionais, “a ideia é fortalecer a parceria com instituições públicas e privadas e sujeitos socioculturais para que possamos juntos construir a nossa cidadania cultural. Conceição do Coité tem um celeiro de artistas e consagra-se hoje por ser a Capital Cultural do Território do Sisal. Vamos estreitar parcerias e buscar o apoio de todos que se interessam pela pauta da cultura”, pontuou.


A solenidade ocorreu em grande estilo, com o auditório do Centro Cultural e o Largo completamente cheios de fazedores de arte. A mesa solene foi composta pela Vice-Prefeita Val Pinto, Perpétua Sampaio, Secretária de Educação, Cultura e Esporte, Emílio Tapioca, Presidente do Conselho Estadual de Cultura, Widleston Souza, Diretor de Territorialização da Cultura, que representou Arany Santana, Secretária Estadual de Cultura, (Secult), bem como Renilson Pinto, Presidente do Conselho Municipal de Cultura e Sara Ramos, Secretária de Comunicação e Relações Institucionais de C.Coité.


O evento contou com uma vasta programação dividida em dois momentos com apresentações de grupos artísticos no Largo do Centro Cultural a exemplo dos participantes do Programa Universidade Aberta à Terceira Idade (Uati), Universidade do Estado da Bahia, campus de Coité, bem como performance corporal com o Enigma da Dança. Também não faltou o famoso repente de Paraíba da Viola e Zé Tii, Capoeira com Eskiva de Ouro, som percussivo do Batuque Social/Saúde com Prazer e alunos do Colégio Estadual João Carneiro do povoado Goiabeira, além de recital de poesias.

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Sintraf), a Cooperativa de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Cooafes), bem como a Associação de Artesãos e Artesãs (Coité Arte) fizeram exposições de produtos agrícolas  e artesanatos.


A segunda parte do evento, no Auditório do Centro Cultural, contou com participação especial da Orquestra Santo Antônio, que durante este ano será comandada pelo renomado maestro Giovanni Goulart. Prata da casa, a mesma abriu o evento oficialmente com execução dos hinos Nacional, Estadual e Municipal, e ainda brindou a plateia com um repertório com músicas clássicas, pop, cancioneiro popular e de reggae.

O Grupo Teatral Quaisquer Fulanos apresentou espetáculo com temática dos núcleos culturais, e o Tribal Arte, composto por jovens do povoado Goiabeira, trouxe para o palco a tradicional capoeira e o maculelê. Também teve exibição de vídeo com mensagem de apoio ao Conselho da Deputada Estadual Fátima Nunes, de Fabya Reis, Secretária Estadual de Promoção da Igualdade Racial e do Deputado Estadual Rosemberg Pinto.

A Solenidade foi considerada sucesso pelos presentes.

Reportagem e Fotos:

Ascom/Conselho Municipal de Cultura

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário