Se Deus achar que devo ser prefeito, governarei para o pobre, diz José Eduardo


Analisando lançar candidatura a prefeito de Salvador, o apresentador do “Balanço Geral”, José Eduardo, comentou nesta sexta-feira (05) como seria sua gestão à frente da máquina municipal.

“[Iria] governar para o povo pobre, a camada mais pobre, a periferia. Pegar o dinheiro todo da infraestrutura e colocar no subúrbio, na zona periférica. Na orla não precisa, na Vitória não precisa, na Barra não precisa. Vamos colocar na periferia. Onde está a massa, favela, o gueto”, disse durante o seu programa.


“No final da minha gestão, sobrando uma merreca, eu vou pra Barra, Graça, Vitória. No dia que Deus achar que eu deva ser prefeito desta cidade, eu vou fazer isso. Governarei para o pobre. Só. Depois, 5% vai para o rico dessa terra que poderia ajudar a gente muito mais”, completou.

O apresentador está fazendo pesquisa interna a fim de avaliar o seu potencial com o eleitorado soteropolitano. Em seu contrato com a Record, não há mais qualquer cláusula proibindo uma candidatura a cargo público.

Fontes: bahia.ba
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário