Rui Costa recebe manifesto de reivindicação para inclusão do território Litoral Norte Agreste Baiano no edital dos projetos socioambientais

Ao participar da inauguração da Creche Celcina Lucas de Jesus, da entrega de 20 unidades habitacionais para a comunidade quilombola de Gaioso e de 440 certificados de Cadastro Ambiental Rural (CAR), para produtores da região, na manhã de sábado dia 08-06-2019, o deputado estadual Alex da Piatã, líder do PSD na Assembléia Legislativa, elogiou a iniciativa por parte do governo do estado em lançar o edital de chamada pública para seleção de subprojetos socioambientais que sejam voltados para a conservação e o uso sustentável da biodiversidade. Ele lembrou que o governo irá investir R$ 22,5 milhões no edital, distribuídos entre os 75 projetos socioambientais que serão selecionados, mas lamentou pelo território Litoral Norte Agreste Baiano tivesse ficado de fora e pediu que o governador Rui Costa que o incluísse.
Deputado Alex da Piatã apoia a inclusão do território Litoral Norte  Agreste Baiano onde representa alguns municípios | Foto: Teones Araújo
Antes do ato, ainda no estádio municipal, onde o helicóptero com o governador Rui Costa aterrissou, Alex da Piatã acompanhando da coordenadora de Agricultura da Prefeitura de Ouriçangas e uma das animadoras dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável e Solidário (CMDS), Simone Santos, entregou um manifesto reivindicando a retifica do presente edital pra inclusão do território.
Segundo Simone Santos, nos critérios de seleção para escolhas dos 15 territórios se elevou em consideração a grande relevância para conservação de estuários, mananciais e biodiversidade justificando a importância dessas áreas para conversação e uso do patrimônio ambiental, hídrico e cultural.
Simone Santos | Foto: Teones Araújo
“No edital, outra citação que reforça escolha dos territórios a serem fomentadas irão contribuir para conversação e uso sustentável das principais bacias hidrográficas da Bahia e no próprio edital pode se verificar a erronia da exclusão do território. O nosso território é litorâneo, portanto, se enquadra nas chamadas áreas costeiras, está inserido e contemplado dois grandes biomas, ou seja, caatinga e mata atlântica. Esse é um elemento que credencia a inclusão do território”, falou a coordenadora da agricultura Simone Santos.
Por: Calila Noticias
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário