Terça, 01 de Dezembro de 2020 11:06
71.9.9114-3341
BAHIA ELEIÇÕES 2020

Candidatos à prefeitura de Salvador citam dados falsos durante sabatinas, aponta agência de checagem

A checagem foi feita pela agência Lupa.

19/10/2020 23h44
Por: REDAÇÃO Fonte: BNEWS
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quatro candidatos à prefeitura de Salvador citaram dados falsos sobre saúde e gestão de recursos durante sabatina realizada pelo jornal Folha de S.Paulo em parceria com o portal UOL. A checagem foi feita pela agência Lupa.

O candidato Bruno Reis (DEM) afirmou que "todas as empresas prestadoras de serviço desta prefeitura são contratadas mediante realização de concorrência pública". Porém, de acordo com o site de compras da Secretaria Municipal de Gestão, do total de 545 registros de licitações de janeiro até 15 de outubro deste ano, apenas 20 foram do tipo concorrência, o que equivale a 3,67%.

A candidata Major Denice (PT) afirmou que o governador da Bahia, Rui Costa (PT), tem uma avaliação superior a 70%. Porém, de acordo com pesquisa Ibope, a aprovação do petista registra 64% de ótima ou boa.

Já a deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) citou dados falsos sobre casos de dengue e chikungunya. A candidata afirmou que houve aumento de mais de 300% de dengue e 834% da chikungunya. Não é correto.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, de 4 de janeiro a 3 de outubro deste ano, foram registrados 10.049 casos de dengue na cidade. Em 2019, no mesmo período, foram 8374 casos da doença. O aumento, portanto, foi de cerca de 20% – e não de 300%, como menciona a candidata.

A cidade registrou 10.706 casos de chikungunya de 4 de janeiro a 3 de outubro deste ano. Em 2019, no mesmo período, foram registrados 3.067 casos da doença. O aumento foi de cerca de 249% – e não de 834%, como disse Olívia, aponta a agência Lupa.

O deputado federal e candidato Pastor Sargento Isidório (Avante) exagerou para exaltar seu mandato. Ele afirmou na sabatina que destinou R$ 26 milhões ao governo da Bahia, no primeiro ano de mandato.

 

Porém, de acordo com o Portal da Transparência, Isidório destinou R$ 15.840.454 neste ano em emendas parlamentares individuais para a área de assistência hospitalar e ambulatorial da saúde da Bahia. O foco foi o Fundo Estadual de Saúde. O valor corresponde quase ao limite disponível para emendas parlamentares individuais do deputado para 2020, que, de acordo com a Lei Orçamentária Anual, é de R$ 15,9 milhões. A cifra informada por Isidório é 64% superior à real.

Isidório também exagerou dados sobre percentual de impostos destinados ao governo federal e gasto total durante a realização do Carnaval em Salvador.

Outro lado

Procurado pela reportagem da agência Lupa, o candidato Bruno Reis (DEM) não respondeu sobre os dados falsos referentes aos registros de licitações.

A assessoria de Major Denice Santiago (PT) afirmou que as respostas dela “estão de acordo com a realidade”. “Os erros apontados pela apuração da Agência Lupa são, na verdade, problemas apenas de precisão de informação”, diz o comunicado. “Ao dizer que o governador da Bahia tem 70% de aprovação, ela aproximou-se do valor de 64%, que é próximo”, escreveram.

Já a assessoria de Olívia Santana (PCdoB) afirmou que os dados foram retirados de reportagem do jornal Correio, publicada em maio. No entanto, a candidata cita apenas os dados relativos aos quatro primeiros meses do ano (1/1 a 7/4) e, embora verdadeiros à época, estão desatualizados. A reportagem indicada mostra um aumento menor – de 169,7% – já considerando os dados até 27 de abril deste ano.

O mesmo acontece em relação aos dados da chikungunya. A candidata cita apenas os dados relativos aos quatro primeiros meses do ano (1/1 a 7/4) e, embora verdadeiros à época, estão desatualizados. A reportagem inclusive, mostra um aumento menor – de 741,5% – já considerando dados até 27 de abril de 2020.

A assessoria de Pastor Sargento Isidório (Avante) disse, sobre o exagero na destinação de emendas à Bahia, que o valor mencionado se refere à soma das emendas parlamentares individuais com a “cota da emenda de bancada” e recursos liberados pelo governo federal via “pedido direto” do parlamentar. O Portal da Transparência indica que a bancada baiana apresentou duas emendas em 2020 com foco em saúde – uma no valor de R$ 193 milhões e outra de R$ 688,6 mil, totalizando R$ 194,2 milhões. 

Porém, a Lupa aponta que não é possível saber quanto disso se refere a uma suposta “cota da emenda de bancada”, como o deputado alega. Tampouco é possível determinar os valores destinados por “pedido direto” do parlamentar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 10h57 - Fonte: Climatempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 29°

29° Sensação
13.7 km/h Vento
41.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Quinta (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias