Quinta, 03 de Dezembro de 2020 01:58
71.9.9114-3341


 

BAHIA FATO

Descanço: ferry Agenor Gordilho é afundado em Salvador

Após transportar passageiros na travessia Salvador-Itaparica, embarcação vai repousar nas águas da BTS e se tornar atrativo turístico para mergulhadores

21/11/2020 15h40
Por: REDAÇÃO Fonte: CORREIOS
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A embarcação que já transportou até 600 passageiros por viagem de Salvador até Itaparica, durante 45 anos vai se transformar agora em morada de peixes, corais e também em mais um atrativo para fomentar o turismo náutico na Baía de Todos os Santos.

O afundamento assistido do ferry-boat Agenor Gordilho e do rebocador Vega aconteceu na manhã de hoje (21), nas imediações do Yacht Clube da Bahia e tem como objetivo incentivar visa incentivar ainda as atividades de mergulho na região. Desativada desde o final de 2017, o ferry mais antigo do sistema custava R$ 10 mil mensais ao estado, como afirma o secretário de estadual do Turismo, Fausto Franco.

Existem, atualmente, 20 pontos de naufrágio na Baía de Todos os Santos. O mais antigo deles é Galeão Sacramento, que completou 352 anos. Ainda de acordo com o secretário, a próxima embarcação com naufrágio assistido será o ferry Juracy Magalhães. “Muito em breve esta será a próxima embarcação que vai ser naufragada, assim como outros ferrys que estão subutilizados e não faz mais sentido reformá-los”.

Óleos e combustíveis da embarcação foram removidos para atender às especificações ambientais do naufrágio controlado, assim como peças que oferecessem riscos aos mergulhadores. A operação teve início às 6h30, com a saída do ferry de Bom Despacho para a área do naufrágio. As embarcações vão submergir a uma profundidade aproximada de 36 metros. Por volta das 11h as comportas do Agenor Gordilho foram abertas. O navio levou, em média 1h 30 para naufragar.

A expectativa é de que na próxima semana já sejam realizadas atividades de mergulho no local. O ponto de afundamento fica exatamente a 1,5 quilômetro da costa. “Mercadorias, pessoas, ideias, circularam aqui na Baía de Todos os Santos com força e com intensidade ao longo dos tempos”, destacou o historiador Rafael Dantas, que fez questão de acompanhar o afundamento da embarcação de perto neste sábado.

Fundo do mar
Com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, o ferry Agenor Gordilho foi construído no Rio Grande do Sul e fez a primeira viagem no Sistema Ferry Boat no dia 5 de dezembro de 1972. Ele recebeu esse nome em homenagem ao empreendedor industrial que incentivava o cuidado com a Baía de Todos os Santos. “Vovô era um empresário, um visionário. Ele deu nome ao primeiro ferry-boat e agora está se eternizando num momento em que estamos alavancando um projeto de turismo no estado da Bahia”, disse Claudia Gordilho, que também viu o naufrágio.

“Ela guarda além de toda essa história de ser uma das maiores baías do mundo, uma beleza natural absurda, não só visível na superfície como também, no fundo do mar, belíssimos corais, espécies marinhas e, evidentemente, os naufrágios que ajudam a contar a história não só da cidade, mas do Brasil e as relações de Salvador com o mundo”, completou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Salvador - BA
Feira de Santana - BA
Atualizado às 01h38 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 17° Máx. 30°

24° Sensação
15.7 km/h Vento
84.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Sábado (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias