www.circodossonhos.com | APOIO CULTURAL: www.galonegro.com

UM VEREADOR INDEPENDENTE

Alex da Piatã PSD 55 - Lider do Partido na ALBA

VIVENDO TECNOLOGIA...

UM VEREADOR INDEPENDENTE

Bloco afro Muzenza elege primeira rainha cadeirante: ‘É um ano mágico para mim’


A comunicóloga Josimare Cristo Reis é a primeira cadeirante a ser eleita rainha do bloco afro baiano Muzenza. A final do concurso para eleger a Muzembela 2019 aconteceu nesta quarta-feira (13), na Praça Tereza Batista, no Pelourinho. 

Josy Brasil, como é conhecida, também chegou a se inscrever no concurso que elege a Deusa do Ébano, do bloco Ilê Aiyê. De acordo com informações do site G1, ela não chegou à etapa final, mas foi destaque por ser a primeira candidata cadeirante a concorrer ao título de rainha Ilê. 

Segundo integrantes do bloco Muzenza, além da beleza, os jurados escolheram a Josy como rainha por causa da sua simpatia, elegância, apresentação no palco, fantasia e dança. 

"É um momento de inclusão do Muzenza. Eu quando vi essa menina em uma entrevista, ela dizendo que o sonho dela era ser rainha de um bloco afro. Eu disse que no meu coração: 'já é'", contou um dos organizadores do concurso. 


A nova rainha do bloco Muzenza, natural de Alagoinhas, se mudou com 19 anos para a Itália após um conselho da tia, que vive na Alemanha. Na Itália, Josy se formou em comunicação, trabalhou e abriu a própria agência de eventos. Em 2017, ela sofreu um acidente de carro em Milão e ficou paraplégica.


Durante a final do concurso, a rainha do Muzenza revelou ao público que está grávida. "Plena 100%, e mais plena ainda porque estou esperando um ser maravilhoso aqui dentro. Eu estou super feliz. É um ano mágico para mim", disse Josy.

Deputado que quebrou placa com nome de Marielle emoldurou fragmento e botou na parede


O deputado Rodrigo Amorim (PSL), que quebrou uma placa com o nome de Marielle Franco no ano passado, emoldurou fragmento do artefato quebrado e o pendurou em seu gabinete, na Assembleia Legislativa do Rio, como uma espécie de troféu. A vereadora do PSOL foi assassinada a tiros em março de 2018, junto com o motorista Anderson Gomes. Com o apoio de Jair Bolsonaro (PSL), Rodrigo Amorim foi eleito o deputado mais votado da Alerj.

No ano passado, Amorim retirou o objeto que, em homenagem a Marielle Franco, havia sido afixado por manifestantes sobre a placa que indicava a praça Marechal Floriano, em frente à Câmara Municipal do Rio. Como justificativa, Amorim argumentou que estava "restaurando a ordem".

Procurado pelo GLOBO, que teve acesso a foto por meio de um leitor, Amorim confirmou que emoldurou a placa quebrada e a pendurou na parede de seu gabinete.

— O fragmento da falsa placa é o símbolo da restauração da ordem no Rio de Janeiro. Há alguns dias me manifestei no plenário da Alerj quanto à desordem protagonizada por alguns deputados da esquerda que pretendem transformar os corredores do Legislativo em local de doutrinação ideológica. Minha manifestação é na privacidade do meu gabinete sem afrontar absolutamente ninguém — disse ele, em referência a placas, com o nome de Marielle Franco, que deputados do PSOL fixaram nas portas de seus gabinetes na Assembleia Legislativa do Rio.

EXTRA

Passageiros registram alunas do CPM-Lobato Pichando ônibus


Em contato com o subúrbio online, passageiros enviaram para nossa equipe  imagens no qual alunas do Colégio da Polícia Militar  foram flagradas pinchando o transporte público da capital .

No Brasil, a pichação é considerada vandalismo e crime ambiental, nos termos do artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que estipula pena de detenção de 03 meses a 01 ano, e multa, para quem pichar, grafitar ou por qualquer meio conspurcar edificação ou monumento urbano.

suburbioonline.com.br

Alex da Piatã parabeniza condução de Alan Castro para presidência da Comissão da Saúde


O deputado estadual Alex da Piatã (PSD), líder do PSD na Assembleia Legislativa da Bahia, parabenizou o seu colega de partido, deputado Alan Castro (PSD), pela eleição à presidência da Comissão da Saúde da Casa. Alex presidiu o colegiado nos últimos quatro anos e continua como membro de titular. 

“O meu colega Alan Castro é médico, ou seja, tem total conhecimento de causa para e gabarito para assumir essa importante Comissão da AL-BA. Como membro titular, continuarei ajudando no trabalho das fiscalizações, discussões e na luta por melhorias a uma área tão sensível junto à nossa população”, destacou.


Victor Pinto - (71) 99161-9377
Assessoria

Marcelle Moraes indica implantação de Crematório Público Animal


Vereadora diz que descarte irregular de bichos mortos é uma questão de saúde pública

A vereadora Marcelle Moraes (sem partido) apresentou uma indicação ao prefeito ACM Neto sugerindo a implantação de um Crematório Público Animal na capital baiana. “O descarte irregular de animais mortos é uma questão de saúde pública”, considerou a parlamentar.

Ainda nas suas considerações, destacou que, em casos de doenças e zoonoses com altos índices de contaminação, como esporotricose (micose subcutânea causada por fungo), toxoplasmose (doença infecciosa provocada pelo protozoário Toxoplasma gondii), raiva e leptospirose (doença causada por bactéria presente na urina de ratos), “a cremação torna-se uma opção que impede qualquer tipo de contaminação”.

Marcelle também observou que “grande parte da população descarta seu animal morto de forma precária, jogando a carcaça em rios ou enterrando perto de fonte de abastecimento de água”.

Com relação à decomposição dos animais mortos, alertou para as contaminações dos lençóis freáticos e do solo, repercutindo em seguida, negativamente, na saúde humana. Marcelle também lembrou que as carcaças atraem outros bichos, em busca de alimento.

Foto: Divulgação

Porra, Careca! Por que você não foi de carro?


Eduardo Barão foi companheiro profissional de Ricardo Boechat nos últimos anos. Juntos, eles comandavam a programação da BandNews FM em pleno horário nobre do rádio brasileiro. Eduardo Barão já está com saudades do Boechat — e o SITE GALO NEGRO toma a liberdade de reproduzir seu artigo sobre o “Mestre do Jornalismo” que nos deixou

Porra, Careca! Por que você não foi de carro? Me perguntou se Campinas era longe. Eu falei só uma hora. Sei que queria voltar mais cedo pra curtir as meninas Catarina e a Valentina ou ficar com sua doce Veruska. Mas era para voltar.

Porra, Careca! Por que você foi agora? Depois de se reinventar na rádio e se tornar o maior comunicador do país. Todo mundo acordava às 7h30 para te ouvir falar. Nem que fosse para não concordar. Mas era por meio da sua voz que o povão, pobre ou rico, se sentia representado e com forças para aguentar mais um dia.

Porra, Careca! Quem vai fazer a gente rir agora? Seja com suas histórias pessoais, com seus casos e causos, ou com uma sincronia única com o José Simão. Quem é que vai desrespeitar os horários da programação da rádio? Ou passar por cima de normas, apenas porque elas existem para serem quebradas.

Porra, Careca! Quem é agora que vai usar as palavras corretas, da forma perfeita? Todas concentradas como se um tufão fosse para cima de um político corrupto.

“Era por meio da sua voz que o povão, pobre ou rico, se sentia representado e com forças para aguentar mais um dia” (Eduardo Barão sobre Ricardo Boechat)

Porra, Careca! Quem vai brigar pelo povo? Com unhas, dentes, e todos os direitos e defeitos que sua fúria impunha contra a injustiça. Sem medo de processo ou ameaça. Afinal, a verdade estava ao seu lado e do ouvinte.

Porra, Careca! Quanta falta e quantas saudades você deixou. Mas saiba que não foi à toa o que fez. Sua memória será lembrada como a de um amigo, íntegro e incansável em busca de notícia.

E aqui embaixo, em cima, de um lado eu consigo te ouvir falar: não fode, Barão! E toca esse barco aí…
Postagens mais antigas → Página inicial