Alex da Piatã PSD 55 - Lider do Partido na ALBA

VIVENDO TECNOLOGIA...

www.galonegro.com

SOLIDARIEDADE: “EM NOME DE JESUS.” CASA DE APOIO RECEBE MORADORES DE RUA E DEPENDENTES QUÍMICOS EM GUARULHOS.


Sem fazer nenhum uso de medicamento químico. A casa de apoio aos moradores de rua e dependentes químicos, em Guarulhos, Vem destacando-se por oferecer um tratamento diferenciado aos seus acolhidos.  “O tratamento é unicamente exclusivo pela proclamação da Fé no evangelho de Jesus Cristo.” – Nos revela o pastor BILA ODILON. Colaborador da CASA ETERNA MORADA EM CRISTO. Fundador e ex presidente do projeto.

Esquerda: Pr. Reinaldo de Paula, Pr. Carlos, Pr. Bila Odilon
Visitando dia de culto na casa.


NO RECEBIMENTO:

O aluno é recebido com atenção pelo corpo diretivo da casa, no qual ficam incumbidos de fazer uma triagem razoável do candidato ao internamento. Nesta conversa, não se faz nenhum tipo de retaliação ou acusações ao mesmo. “ O passado dele não nos importa. A filosofia da casa é: “Restauração de Almas.” – Afirma o Diretor/Coordenado Rener. Ele que também já esteve na posição de aluno e afirma estar recuperado do abuso de álcool. 

O coral musical complementa a recuperação dos alunos através da música gospel

ATIVIDADES NA CASA:

Localizada na Estrada Velha do Bonsucesso, sentido Itaquaquecetuba, n. 3070. O sitio possui uma estrutura para garantir acomodações a mais de 30 homens. (mulheres não são atendidas pela casa) As atividades na casa iniciam-se diariamente ás 07:00 com um sinal sonoro onde os alunos tem 10 mim para sua higiene pessoal e estarem prontos para o café matinal e logo em seguida partirem para as ATIVIDADES DA CASA. Salvo dias que são realizados cultos evangélicos ou finais de semanas reservados para visitantes e familiares.

Reuniões evangélicas diariamente faz parte das atividades atribuídas aos alunos
com a supervisão da direção da casa.
O DIA A DIA:

Esta atividade consiste em plantação de hortaliças, cuidados com animais como: Equinos, Caprinos, Bovinos, Aves, alem de coelhos e animais domésticos. 
Paulo Celso. Aluno e obreiro/monitor. Auxilia os trabalhos espirituais.
Segundo o aluno Paulo Celso, que também desenvolve a atividade de Monitor na casa. “O contato com os animais, cultivo de hortaliças, ajuda o interno a sentir-se bem e ocupado. Desviando sua atenção de pensar nas bebidas e drogas, que tanto lhe causaram mal perante seus familiares e sociedade.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES:

“A casa ETERNA MORADA EM CRISTO, disponibiliza aos seus alunos semanalmente, palestras com PSICÓLOGOS, TEÓLOGOS, AA Alcoólicos Anônimos, MINISTROS EVANGÉLICOS das mais variadas denominações, Alem de momentos de lazer. FUTEBOL, PIPA, DOMINÓ, MÚSICA e uma ampla área verde para algum tipo de terapia ocupacional.” – Finaliza Bila Odilon. Colaborador 24hs da casa.
De Laranja: O Teólogo e Psicólogo, Pr. Robson, mantem atendimento psicológico
particular e terapia em grupo, todas as quartas feiras 14:30
A direção da casa, ainda nos revela que a casa recebe a ajuda de dezenas de outros colaboradores, que por meio de suas doações de alimentos, vestimentas, produtos de beleza, higiene, bíblias e até mesmo pequenas quantias em dinheiro, auxiliam as despesas médicas e de logística dos alunos. “Somos gratos a Deus por estes homens e mulheres que colaboram com a nossa luta, por mais dignidade aos adictos e moradores de rua – Enfatizou ele

Pastora Fabiana e sua filha Raisa auxiliam nos trabalhos de evangelização da casa.
"Bispo Junior tem sido um colaborador presente." - Afirma o diretor Rene

Por: GN NEWS
Fotos: Facebook da CEMC

Brecha no IE força Microsoft a atualizar Windows 7


A Microsoft  encerrou o suporte do Windows 7 no mês passado, mas ainda está enviando atualizações para o sistema operacional. Desta vez, a companhia lançou um patch para o SO visando corrigir uma falha no Internet Explorer. Segundo a companhia, o problema é tão grave que a firma teve que entrar em ação e atualizar o antigo software novamente.

De acordo com uma nota revelada pela companhia, uma falha de Javascript permitia acessar a memória do Internet Explorer no Windows 7. Com isso, um hacker que se aproveitasse da vulnerabilidade teria a capacidade de rodar códigos maliciosos e até tomar conta do sistema operacional por meio da brecha de segurança.

"O criminoso poderia instalar programas, ver, alterar ou deletar dados, ou criar contas com privilégios administrativos totais", explica a companhia. Segundo a Microsoft, a falha poderia ser explorada por meio de qualquer aplicativo com suporte para HTML, além de arquivos como documentos do Word ou também PDFs.

Além disso, a vulnerabilidade também podia ser explorada diretamente via web, por meio de sites criados especialmente para se aproveitar da falha presente no Internet Explorer. Apesar do perigo, a Microsoft disse que conseguiu corrigir a falha simplesmente alterando o funcionamento da engine problemática ao lidar com a memória do browser.

O suporte oficial da Microsoft para o Windows 7 foi encerrado em janeiro, mas a companhia ainda está de olho no SO para corrigir eventuais falhas de grande porte. Logo após o fim da cobertura de atualizações, a companhia liberou uma grande atualização para acabar com alguns erros presentes no sistema.

Mesmo com o fim do suporte da fabricante, vale lembrar que alguns antivírus ainda estão oferecendo cobertura para o Windows 7.

(Fonte: Microsoft/Reprodução)

A estética é o que nos mata primeiro


Acredito que seja forte afirmar que o primeiro gatilho para que o racismo aja sobre corpos negros seja a estética, principalmente em um momento em que os movimentos negros tanto desmerecem a luta (sim, luta) que envolve a estética afro-diaspórica. Entretanto, é necessário que a gente continue pensando em como a violência racial se apresenta primeiro a partir das micro-violências, para depois partir para o macro. 

O caso de racismo e violência policial que ganhou as manchetes dos jornais nacionais, nesta terça-feira (4), traz mais uma vez a noção do quanto ainda precisamos repetir que a nossa estética é afirmativa. Antes de adentrar no assunto, deixo registrado o meu total repúdio à Polícia Militar da Bahia (PM), que é uma das mais racistas do país, justamente na cidade considerada a mais negra fora do território africano. Ter ao nosso redor uma instituição como esta, é estar o tempo inteiro em alerta, pois a qualquer momento podemos ser um dos alvos do projeto racista e genocida perpetuado pela PM. 

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra uma abordagem policial extremamente violenta, em que um policial militar (que já foi identificado) agride um jovem negro, afirmando que o cabelo black power dele era “coisa de vagabundo”. E por isso, enquanto pesquisadora do assunto, volto para a questão do título deste artigo: a estética é o que vai nos matar primeiro. Apesar de muito ter se falado sobre estética afro-diaspórica na bolha virtual em que muitos de nós estão inseridos, ainda não somos capazes de ‘tombar’ da forma como Karol Conka fala na música que inspirou o termo ‘Geração Tombamento’. 

Ivy Guedes, idealizadora da Marcha do Empoderamento Crespo Salvador, afirmou uma vez que “tombar, para nós, é um ato político”, e eu trago até hoje essa frase comigo, pois essa geração tem conseguido ressignificar, aos poucos, o ‘tombar’, mas ainda é necessário caminhar muito para conseguir transformar o peso que carrega essa palavra, pois muitos de nós ainda estão tombando (negativamente) pela estética. 

E o motivo pelo qual eu digo que a estética é o que nos mata primeiro, é por enxergar que ela é o que vai fazer o racismo nos perseguir desde a infância, e é o que vai fazer a mulher branca apertar a bolsa, é o que faz o policial violentar um jovem. Exatamente por isso que toda estética afro-diaspórica é afirmativa, pois imersos em um país que nos violenta apenas pela textura do cabelo e continuar usando esse cabelo que cresce para cima, é um ato político. Ouvir o jovem negro, que apanhou do policial, declarando que é com o cabelo desse jeito que ele gosta de estar, é perceber o quanto essa estética é poderosa, mesmo que nem sempre estejamos conscientes deste movimento.

Na minha pesquisa de conclusão de curso, intitulada ‘Marcha do Empoderamento Crespo e afirmação identitária em Salvador’, trago a conexão entre cabelo e identidade racial, discutindo sobre o quanto as teorias racialistas continuam perpetuando o racismo até os tempos atuais.  A violência racial obriga a população negra a negar seus traços de diversas formas diferentes, pois o racismo é multifacetado. Ele se apresenta de forma sutil, nos fazendo acreditar que o alisamento, que queima o nosso couro cabeludo, é a melhor opção que temos para ficarmos bonitos; e ele também se apresenta em forma de instituição, como a Polícia Militar, dizendo que esse cabelo é de vagabundo e nos agredindo fisicamente apenas por termos nascido com esse cabelo. 

Entender o peso que carrega a cabeça daquele que ousa desafiar o racismo ao assumir essa identidade é fundamental para que a gente possa aprender a não diminuir a discussão estética (que aqui eu falo distante do conceito comercial do qual essas ideias foram apropriadas) e, principalmente, para que possamos aprender a nos defender. 

ashismos.com

Pré-candidata à Prefeitura de Salvador, Vilma Reis apresenta projetos em Plenária


Pré-candidata à Prefeitura de Salvador pelo Partido dos Trabalhadores (PT), a socióloga Vilma Reis realizou, na manhã deste sábado, 11, uma Plenária de apresentação de seus projetos para a cidade, na Faculdade Visconde de Cairú, nos Barris.

O encontro foi também uma oportunidade para reunir apoiadores de dentro e fora do partido, que contribuem para a solidificação da candidatura de uma mulher negra para o executivo soteropolitano, momento inédito nas disputas do PT em Salvador.

Com a chamada 'Agora É Ela', Vilma Reis anunciou a pré-candidatura nas ruas do Centro Histórico de Salvador, em 2 de Julho de 2019, durante o cortejo da Independência da Bahia. A partir de então, o movimento 'Agora É Ela' vem crescendo, ganhando a adesão de pessoas importantes da militância petista, além de cidadãos e cidadãs, ativistas dos movimentos sociais.

Vilma Reis ganhou também o apoio de personalidades nacionais, como a filósofa Djamila Ribeiro, a cantora Luedji Luna e lideranças de diversos segmentos religiosos.

Esteve previsto durante o evento de apresentação a entrega de um manifesto contendo mais de duzentas assinaturas, de filiados do partido, que defendem a candidatura de Vilma Reis.

Ashley Malia

Após fracasso em contratar brasileiros, Bolsonaro vai readmitir cubanos no “Mais Médicos”


Após desmerecer a atuação de profissionais cubanos no programa Mais Médicos, Jair Bolsonaro deve lançar nos próximos dias um edital para a readmissão de médicos da ilha que ficaram no Brasil.

A readmissão se dá após uma série de tentativas fracassadas de ocupar com profissionais brasileiros os postos ocupados pelos cubanos, geralmente em cidades do interior ou em locais de difícil acesso, como em tribos indígenas.

Segundo reportagem do El País, o objetivo é atrair cerca de 1.800 profissionais com contrato de permanência de dois anos. Eles não precisarão ter feito o Revalida — exame que permite a validação no Brasil de diplomas obtidos no exterior.

Atualmente, segundo dados do Ministério da Saúde, existem 757 vagas de médicos ociosas por conta da constante desistência de substitutos nos municípios mais vulneráveis.


O edital pretende estabelecer que os médicos cubanos recebam a bolsa integral, de R$ 12 mil, e será direcionado especificamente para os profissionais que trabalhavam no brasil quando o projeto foi encerrado e que tenham permanecido no país ao menos até o dia primeiro de agosto de 2019, como naturalizado, residente ou com pedido de refúgio.

“Não tem edital de concorrência. Todos os 1.800 médicos cubanos que atendem a esses critérios serão chamados”, disse Erno Harzheim, secretário de Atenção Primária à Saúde.

POR: https://revistaforum.com.br/

Dilma e Alexandre Padilha com médico cubano que foi alvo de protestos de profissionais brasileiros (Foto: Divulgação)

Rui Costa responde Bolsonaro: “O governo da Bahia não presta homenagens a bandidos”


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), respondeu o presidente Jair Bolsonaro, que neste sábado 15 responsabilizou a “PM da Bahia, do PT”  pela morte do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, morto no último dia 9, na Esplanada (BA). O presidente também ironizou: “Precisa dizer mais alguma coisa?”.


“O Governo do Estado da Bahia não mantém laços de amizade nem presta homenagens a bandidos nem procurados pela Justiça. A Bahia luta contra e não vai tolerar nunca milícias nem bandidagem”‘, afirmou Rui.

CARTA CAPITAL

GOVERNADOR DA BAHIA, RUI COSTA. FOTO: GOVERNO DA BAHIA


Postagens mais antigas → Página inicial